Workshop “A Minha Marca”

Captura de ecrã 2017-04-19, às 11.48.28.pngQuer criar uma marca, mas falta-lhe confiança?
A sua marca está activa, mas não consegue o retorno desejado?

Nós temos a SOLUÇÃO!!!
Destinado a empreendedores, profissionais liberais e/ou técnicos (desde médicos a advogados, passando por técnicos oficiais de contas e mediadores de seguros) e empresários que desejem projectar a sua marca, e diferenciarem-se no mercado onde actuam.
Participe no nosso Workshop “A MINHA MARCA”, de onde sairá com a sua marca criada, e com um modelo de negócio totalmente desenhado, e imediatamente começar a trabalhar e obter retorno.
Neste Workshop irá criar e dinamizar a sua marca com a nossa ajuda e de acordo com o objectivo que delinear para si. Iremos também delinear um plano para projectar a sua marca, para criar inércia e angariar negócio, bem como elaborar estratégias de divulgação a longo prazo, online e offline.
Modulo I – A Imagem da minha Marca:
Como criar a minha marca
Como dinamizar a minha marca
Como ganhar confiança e credibilidade
Modulo II – Modelo de Negócio
Desenhar o modelo de negócio
Elaborar o plano de negócio
Automatizar o negócio
Modulo III – A Gestão da minha Marca
Imagem
Meios actuais de Comunicação
Venda a sua marca com sucesso
Workshop destinado aos que ambicionam criar uma nova marca ou precisam de resultados para as suas marcas.

Inscreva-se em: https://www.eventbrite.pt/e/bilhetes-a-minha-marca-33527802560

Anúncios

Oito dicas para vender a sua imagem

Por melhores que sejam as suas capacidades de gestão, se não souber fazer passar uma boa imagem poderá estar a prejudicar a sua carreira profissional….

A conclusão é da revista Harvard Business Review: a imagem profissional e os padrões de beleza desempenham um papel importante no mercado de trabalho e no mundo dos negócios. Não se deixe iludir. Por melhores que sejam as suas capacidades de gestão, se não souber fazer passar uma boa imagem de si poderá estar a prejudicar a sua carreira profissional.

De acordo com Daniel Hamermesh, economista na Universidade do Texas, uma pessoa considerada “atraente” (conceito que inclui não só beleza, postura, mas também personalidade) pode ter um salário 5% superior. A boa notícia é que, mais do que um dom ou um talento natural, a sua imagem profissional pode ser construída à sua medida, através do marketing pessoal. No mundo dos negócios, os profissionais que têm consciência do poder da imagem possuem assim mais ferramentas para chegar ao sucesso, qualquer que seja a sua profissão. Conheça as dicas para projetar a melhor imagem.

Podemos dizer que, no que diz respeito à nossa imagem pessoal, somos vendidos como produtos o tempo todo. Os nossos consumidores são a pessoas que estão a nossa volta no trabalho, na escola, na rua, em casa etc. São todos aqueles que compram a nossa imagem. Portanto, de um lado temos estes consumidores que estão dispostos a pagar pela nossa imagem, somente o preço que valemos; do outro, o nosso preço está relacionado com a nossa visão, valores, atitudes, comportamentos etc.

 

Captura de ecrã 2016-07-28, às 16.55.37Para entender melhor, vamos ilustrar da seguinte maneira: Nós somos o produto e a nossa imagem é a embalagem. A nossa imagem também é a nossa experiência e o nosso folder. Logo, para ser bem vendido, o produto precisa de um bom vendedor, que no nosso caso, também somos nós mesmos. Desta forma, para ser bem conceituado, o produto deve estar respaldado pela boa aparência, competência e cumprir com a sua finalidade, ou seja, satisfazer o cliente.

Aqui vão algumas dicas para melhorar a nossa imagem pessoal

  • Vender bem a sua imagem: Não fique apenas demonstrado as suas qualidades, procure conhecer as necessidades do seu interlocutor e mostre a forma como você, produto, pode ajudar.
  • Transmita credibilidade: Não fale muito, nem muito pouco. Fale o suficiente para transmitir confiança. Procure ser equilibrado e tenha bom senso ao falar.
  • Transmita segurança: As pessoas são muito desconfiadas e, portanto, tendem a desconfiar sempre. Fale com firmeza, com palavras medidas, com conhecimento de caso e com português claro e culto, porém sem exageros, pois ninguém é obrigado a recorrer a um dicionário quando vier conversar com você.
  • Autoconfiança: Acredite em você e no seu potencial. Se não o fizer, quem mais o fará? Acredite que possui a competência e a habilidade para agregar valor aos seus clientes, ou à empresa que deseja oferecer seus serviços.

O seu desenvolvimento pessoal é uma das maiores riquezas que você poderá acumular em vida e, também, é a melhor ferramenta para alavancar sua carreira. Por isso, o principal investimento deve ser feito em si próprio. Somente assim, será possível agregar valor a todos os que estão à sua volta e, consequentemente, subir no conceito dos consumidores da sua imagem pessoal. Descrição Como fazer da nossa imagem pessoal um produto vendável e que nos ajude a atingir os nossos objetivos? Confira algumas dicas neste novo post sobre o marketing pessoal.

PASSOS que ajudam você a obter SUCE$$O com sua imagem.

ALONGUE A SUA SILHUETA

Quer queira parecer mais magra num abrir e fechar de olhos, ou ganhar uns centímetros em segundos, estas peças e dicas são, sem dúvida, as suas melhores amigas. Aposte em looks monocromáticos.

captura-de-ecra-2016-10-18-as-23-16-34

-As calças de cintura subida, bem como saias e calções, são sempre uma mais-valia uma vez que dão a ilusão que as suas pernas são mais longas. Aposte sempre em lavagens mais escuras. Não precisa de cingir às calças skinny. Pode optar por modelos flare desde que tenham o comprimento correto, ou seja, não mostrem os sapatos.

Captura de ecrã 2016-10-18, às 23.30.29.png

Pode optar por modelos flare desde que tenham o comprimento correto, ou seja, não mostrem os sapatos. 

-Experimente conjugar peças cropped, como casacos e tops, com partes de baixo de cintura subida.

-As riscas verticais são um dos padrões que mais alonga a sua silhueta. Relativamente às camisas, existe uma dica de styling muito valiosa, coloque-as por dentro das calças para, mais uma vez, dar a ilusão de pernas mais compridas.

Captura de ecrã 2016-10-18, às 23.20.48.png

-Os decotes em V alongam o seu tronco. Durante os meses frios pode sempre trocar os colares por bonitas écharpes. Para conjugar com os decotes mais profundos opte por colares compridos. Para além de também transmitirem a sensação de um tronco mais longo, são perfeitos para chamar à atenção para esta zona do seu corpo.

-Procure vestidos que joguem com diferentes padrões e cores para dar a a ilusão que é mais magra, com mais curvas ou mais alta. Neste caso o melhor é mesmo experimentar diferentes modelos até encontrar aquele que lhe dê a figura que deseja.

-Se não gostar de usar saias curtas, mesmo que também sejam uma excelente opção, pode sempre usar e abusar de saias compridas. Mais uma vez estas devem ser de cintura subia, com cortes retos e mostrar apenas a ponta do seu sapato. Os sapatos nude fazem com que as suas pernas pareçam mais longas, especialmente se forem utilizados com saias ou vestidos curtos.

captura-de-ecra-2016-10-18-as-23-17-08

-Experimente conjugar peças cropped, como casacos e tops, com partes de baixo de cintura subida.

-As malas devem ser sempre pequenas para não “absorver” a sua silhueta.

Os 7 erros mais comuns que os homens cometem ao vestir.

Captura de ecrã 2016-04-25, às 13.00.14

Os 7 erros mais comuns que os homens cometem ao vestir.

Hoje o post é dedicado aos leitores homens e serve para observar mais de perto alguns detalhes que fazem toda a diferença na aparência.

Estudamos para fazer praticamente tudo nas nossas vidas: profissão, hobbies, para sermos mais cultos, para termos filhos, para estarmos informados… mas muitos esquecem-se de procurar informações valiosas para se vestir de forma mais inteligente e, principalmente, passar a imagem que deseja através das roupas com praticidade e elegância.

O problema com estas “gafes” é que elas passam uma má mensagem sobre a pessoa: desleixo, descuido, má aparência, anti-higiene e afins, mesmo quando se esforça muito.

Veja alguns conselhos e seja ainda mais elegante:

– Calça curta ou longa:

A baínha das calças devem ser feitas com o seu sapato calçado, e não no chão, como muita gente costuma fazer.

Deve cair confortavelmente sob o peito do pé, sem empapar na frente, e não pode ficar pendurada na parte de trás, ou seja, deve acabar logo depois do salto, tudo medido, sempre com o sapato calçado.

Já com jeans ou chinos, as baínhas podem ser feitas a 2 dedos do chão, já que serão usadas com calçado mais leve. Caso não tenha tempo de fazer a bainha do jeans antes de usar, pode dar uma dobra na barra, o que também moderniza o look. Cuidado, porém, caso tenha pernas grossas ou seja muito baixo, as barras dobradas tendem a tirar altura na silhueta.
Captura de ecrã 2016-04-25, às 12.59.07

– Tamanhos errados

Muitos homens que tem barriga acham que devem comprar camisas muito folgadas para disfarçá-la, quando deveriam fazer o contrário, pois o excesso de tecido só agrava o efeito. Camisas grandes demais também ficam com ombros caídos, causando a impressão de desânimo e desleixo. Camisas longas encurtam as pernas e são péssimas para todos, especialmente para homens mais baixos, e fatos muito compridos são demodé!

O contrário também não favorece: camisas justas, onde os botões parecem querer saltar a qualquer momento, dão a sensação que a peça que não é sua! Fatos justos e repuxados e os modelos retos, não acinturados, dificilmente valorizam os homens. As calças largas? Já saíram de moda há muito tempo…

Por isso, NÃO SE GUIE PELO NÚMERO DA ETIQUETA: experimente vários tamanhos e leve a que realmente lhe assentar melhor, olhe-se a 360 graus no espelho: está empapado atrás? A linha da costura dos ombos está no lugar certo? O fato não está com excesso de tecido? Não está longo ou curto demais? Fecha bem? A manga está no comprimento certo? A calça não está larga ou justa demais?

O ideal são as peças do seu tamanho, em que não sobra tecido mas também não fiquem justas, e não hesite em fazer pequenos ajustes para deixar tudo sob medida, o que causa um efeito ainda mais sofisticado e polido

.Captura de ecrã 2016-04-25, às 12.58.57

– Gravata curta ou longa

A gravata deve parar ao nível da fivela do cinto, nem mais longa nem mais curta. Se aparecer a camisa, está curta. Se cobrir o cinto, está comprida!

Vale praticar os nós que preferir para achar o ponto certo para o comprimento perfeito para si.

Captura de ecrã 2016-04-25, às 12.59.43

-Fechar todos os botões do fato ou blazer

Nunca se deve fechar todos os botões do casaco.
No blazer de 2 botões só se fecha o de cima, deixando o de baixo sempre aberto. No blazer de 3 botões, fecha-se os 2 de cima, deixando o último sempre aberto.

Ah, e na hora de sentar, restaurante, carro e afins, lembre-se de abri-los todos para não ficar com o blazer repuxado e amarrotado

*O último botão de baixo fica sempre aberto independentemente da quantidade de botões do blazer!
Captura de ecrã 2016-04-25, às 13.00.07

– Calça jeans com camisa para dentro

Usar calça jeans com camisa social é um look muito interessante para sair para jantar, para noite e afins, porém a camisa deve ficar sempre para fora do jeans (sendo um look casual) ou ficará com uma imagem mais envelhecida.

Neste caso, é importante fazer a bainha das camisas que serão usadas desta forma para que fiquem na altura correta (2 a 4 dedos abaixo do osso do quadril) e não compridas demais, o que normalmente acontece. Se quiser, é possível também tirar um pouco do “abaulado” da bainha e deixá-las mais retinhas, o que dá um toque mais moderno.
Captura de ecrã 2016-04-25, às 13.00.32

Divita-se…
‪#‎gentlemanscorner‬